A Avon sabe como fisgar o público brasileiro. Os números do terceiro trimestre desse ano, divulgados em relatório pelos analistas Guilherme Assis e Ruben Couto, mostraram que o número de vendas e revendas foi maior do que o da Natura. A empresa americana teve um aumento de 6% no quadro de revendedores, enquanto a Natura teve uma queda de 1%.

Há cinco trimestres o faturamento da Avon tem crescido no Brasil. O sucesso é atribuído a lançamentos de cosméticos, maquiagem e fragrâncias cada vez mais adaptados ao gosto dos brasileiros. Porém, o sucesso da Avon em solo nacional não tem se confirmado no exterior. No mesmo período que houve crescimento aqui, lá fora a americana registrou prejuízo de 5,8 milhões de dólares.

“O terceiro trimestre foi difícil e impactado negativamente por problemas macroeconômicos e pela fraqueza em algumas de nossas operações, principalmente na América do Norte”, afirmou Sheri McCoy, presidente mundial da Avon, em comunicado.

Ultra Sexy, última coleção de maquiagem lançada no Brasil.
Ultra Sexy, última coleção de maquiagem lançada no Brasil.

Quem tem mais espaço na sua necessaire?