Maquiar pele negra pode parecer mais difícil do que se parece. Parte dessa dificuldade está encontrar produtos que atendam as nossas particularidades, e também saber manuseá-los. Por isso, a Smashbox deu algumas dicas essenciais pra esse tipo de pele e mostrou alguns produtos-chave. 

A Smashbox tem bastante credibilidade dentro dos estúdios fotográficos. Os produtos de pele são conhecidos por não estourarem no flash (a companhia, inclusive, foi fundada por dois fotógrafos: os irmãos Dean e Davis Factory). “Mas a Smashbox sempre se preocupou em contemplar em seu portfólio todos os tipos e tons de pele”, afirma Lia Weiz, maquiadora da marca que chegou ao Brasil há quatro anos.

A gente já sabe que o mercado nacional não pensa em consumidoras negras e brancas da mesma maneira. Por isso, com relação a cartela de cores para pele negra, estão disponíveis no Brasil a base Studio Skin Foundation nas cores 3.2 a 4.2, o corretivo BB Cream Eyes na cor Dark, o BB Cream Camera Ready na cor Dark, o CC Cream Camera Ready na cor Dark, e por fim, o pó Photo Filter Powder Foundation nas cores 7 e 9. Pra gente ter uma noção, a maquiadora diz que a base mais escura é na cor de Cris Vianna.

Como a pele negra tende a ser mais oleosa, o primer entra com a função de fazer a maquiagem durar o dia inteiro. Neste caso, a marca não disponibiliza um específico para cada tom, mas sim um para cada necessidade da pele (matificar, controlar a oleosidade, minimizar poros, hidratar ou anti-idade). Para peles muito oleosas, a sugestão vai para o Photo Finish Primer Light ou o Photo Finish Primer Pore Minimizing.

O Photo Finish Pimer na versão Light já apareceu aqui algumas vezes. Eu uso há alguns anos e o resultado sempre me impressiona. Ele consegue segurar bem a oleosidade sem ressecar, mantendo a pele hidratada.

Ainda no quesito oleosidade, Lia indica o Photo Filter Powder Foundation porque tem cobertura customizável e deixa a pele polida e longe de oleosidade o dia todo, sem ficar com acabamento pesado de pó.Com relação a base, o teste de cor é fundamental. Se você não tiver oportunidade de testar em loja física, aqui estão algumas dicas na hora de comprar pela internet. E Lia garante: pode ficar tranquila que todas as bases da linha Studio Skin permanecem com a cor inalterada, ou seja, elas são testadas em todos os tipos de luz, o que garante segurança na luz do dia, no escritório ou na foto com flash.

E que tal umas dicas de profissional? A maquiadora sugere escolher uma base sempre um pouco mais quente pra não correr o risco de acinzentar a pele. Ela também fala que, pra deixar um acabamento natural, você não precisa aplicar base no rosto inteiro. Muitas vezes uma correção na zona T ou em pontos específicos já melhora o aspecto da pele.

Lia também dá outra dica essencial: o corretor laranja Color Correcting Stick na cor Look Less Tired Dark para neutralizar as manchas e impedir que a base acinzente. “Dependendo do tom da pele, ele sozinho já funciona para corrigir tudo”, recomenda.

Pra quem tem dificuldade em encontrar o tom certo de base, ela ainda sugere buscar ajuda de um profissional, mas, para um teste rápido, sempre experimente a cor na base do queixo, no colo e na lateral do nariz. “Nunca use o pescoço como referência, pois ele geralmente é mais claro por não tomar sol”, finaliza.